Ainda não há comentários

Mulheres do fogo: chefs contam como é trabalhar com churrasco e brasas

Mais do que servir cerca de 700 pessoas por dia com pratos que saem da grelha, Lígia participa, ao lado de outras quatro chefs mulheres, da Churrascada, evento que celebra justamente a preparação da carne “como faziam os primeiros seres humanos nos idos da invenção do fogo”, como diz o manifesto do grupo criado pelo açougueiro Rogério Betti e o chef Gustavo Bottino. “Tem um grupo bacana de churrasqueiras se formando”, aponta Priscila, primeira mulher a compor a lista de chefs do evento.

clarice-chwartzmann-1460409843702_300x300

Clarice Chwartzmann: desejo de acabar “com o mito de que churrasco é complicado”

Entre elas está a gaúcha Clarice Chwatzmann, que há um ano e meio roda o Brasil dando cursos de churrasco para homens e mulheres. “Quero acabar com a ideia de que o churrasco é complicado. Isso é um mito que os homens criaram para nos manter longe do fogo”, diz ela. Mas mais do que acabar com o tabu, Clarice se propôs a resgatar o elo perdido entre a mulher e o fogo, que, na sua visão, é o grande meio para desenvolver e estreitar laços afetivos.

“Eram elas que se incumbiam de manter o fogo aceso e depois assavam as caças trazidas pelos homens. Durante esse ritual de preparação era quando as pessoas se reuniam ao redor da fogueira para conversar e desenvolver o coração. Isso não pode se perder”, diz ela.

Fonte: UOL – Comidas e Bebidas

Postar um comentário